sábado, 29 de agosto de 2009

Momentos

Tem momentos em que a natação é tudo:
é exercício para o corpo,
é exercício para a mente,
é filosofia, é arte,
é meditação, é paz,
é minha paixão, minha vida.
Tem momentos em que tudo é natação:
meu jeito de pensar,
meu jeito de agir,
meu jeito de ser, aprendi...
...nadando!?
Em outros momentos a natação não é nada:
não é exercício para o corpo, nem para a mente,
não é filosofia, nem arte,
não é meditação, nem paz,
não é minha paixão, nem minha vida,
é apenas natação, nada mais.
Em outros momentos ainda, o nada é natação:
fazer nada para relaxar;
fazer nada para alongar;
fazer nada para deslizar;
fazer nada para flutuar;
fazer nada...
...assim se nada.
São momentos que se revezam,
as vezes inconstantes,
as vezes a cada instante,
as vezes são únicos,
outras vezes são um.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores